Botecagem de alto nível – Jornal de Brasília


Na coluna de hoje (26), trago um formato de desfrutar dessa atmosfera que eu, particularmente, ainda não havia experimentado em Brasília: o rodízio de petiscos

Quem me acompanha no Instagram sabe que sou frequentador assíduo de botecos em seus mais diferentes estilos, desde os ‘raiz’ até os mais sofisticados.

Na coluna de hoje (26), trago um formato de desfrutar dessa atmosfera que eu, particularmente, ainda não havia experimentado em Brasília: o rodízio de petiscos.

Minha primeira parada foi no Casa Mar, localizado na 306 Sul, logo ao lado do Ricco Burger. A casa é comandada pela chef Renata Carvalho, que além de pratos principais e porções à la carte, aposta também em um rodízio de petiscos por R$ 59 por pessoa, trazendo uma seleção de itens da seção em tamanho individual, que podem ser repetidos de acordo com o que o cliente desejar.

Estão inclusos no valor as Iscas de peixe empanadas no flocão com molho tártaro da Casa Mar; a Linguiça acebolada, puxada no aceto balsâmico, açúcar mascavo e flambada na cachaça; carne de sol feita na casa puxada na manteiga de garrafa e macaxeira derretendo; porção com mini pastéis de carne de sol e queijo; Dadinhos de tapioca; e o Caldinho do mar (com sururu, mexilhão e peixe).

Os itens vão chegando sequencialmente, com um pequeno intervalo de tempo para dar tempo de comer com calma sem que o próximo esfrie na mesa. De antemão, já vou falar que, acompanhado do marido, venci a sequência bem satisfeito. Sem miséria nos tamanhos e com muitos sabores, as receitas da chef trazem tanto na apresentação quanto no paladar o clima de boteco à beira da praia mesmo. Não é apenas jogada de marketing o slogan da operação.

Até tentei elencar um preferido ao final, mas falhei, pois não consegui escolher o melhor entre a Linguiça na Cachaça e o Caldinho. A primeira me conquistou por remeter a uma memória afetiva que eu tinha com uma receita da própria Renata, criada para o cardápio do antigo Loca Como Tu Madre, que funcionava ali naquele mesmo endereço. E o segundo, porque o Sururu tem que ser muito bem feito para não ficar enjoativo para mim. Ele vem em um copinho americano, mas eu tomaria uma cumbuca cheia daquele caldo sem modéstia. Ainda bem que nesse formato de rodízio é possível pedir para repetir o que eu desejar dentro das opções à vontade.

O valor do rodízio também é pra lá de chamativo e o custo benefício imbatível. Vale ficar ligado no Instagram deles para acompanhar os dias e horários que o rodízio está disponível. Quando eu fui, era possível aproveitar a Botecagem toda quinta e sexta-feira, até às 20h.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A segunda parada foi na unidade do Xique Xique de Águas Claras, que adotou o formato de petiscaria com menu assinado pelo chef André Amorim.

Por lá, a dinâmica é levemente diferente. O cliente recebe uma ficha, onde ele marca quais itens quer comer a cada rodada, também para evitar que tudo chegue ao mesmo tempo e fique esfriando. Uma vez vencida a primeira leva, o cliente recebe nova ficha para marcar o que quer repetir ou provar ainda o que não comeu anteriormente.

Dentre as criações, André trouxe sua marca registrada: a mistura de terra e mar com um tempero exclusivo que conquista já na primeira garfada, na chapa Surf and Turf de carne de sol com camarões. Destaque também para o Sanduíche baiano, feito com pão de feijão, hambúrguer de camarão, picles de quiabo e maionese de castanha de caju; o Ceviche de moqueca, onde o chef conseguiu imprimir o sabor da receita em uma apresentação minimalista; e o Arancini de Carreteiro, crocantíssimo por fora e macio por dentro. Os molhos feitos por André também são uma atração e elevam ainda mais a experiência e sabor do rodízio. Meu coração ficou com a maionese de melaço de cana.

Além deles, o rodízio do Xique Xique conta com Arapuca de queijo coalho; Frango a passarinho; Coxinha de carne de sol; Pastéis variados, Dadinho de queijo coalho, Croquete de Carne de Sol, Bolinho de Bacalhau, porção de Chips de mandioca frita e Batata frita. Tudo pode ser desfrutado por R$ 65,90 por pessoa.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Há ainda a opção de combinar o rodízio com os drinques da casa, como caipiroscas, caipirinhas e algumas receitas autorais, além de chope e refrigerante, pagando o valor fixo de R$ 99,90 por pessoa.

 





Source link

Leave a Comment