Chuva em São Paulo causa alagamentos e rajadas de vento


Tempo segue instável nas próximas horas, segundo Centro de Gerenciamento de Emergências

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

A cidade de São Paulo entrou em estado de atenção no começo da tarde deste domingo (4) por causa da chuva e da ventania que atingem algumas regiões com maior intensidade. O aviso durou das 13h32 às 15h55.

De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) a região de Santo Amaro, na zona sul, chegou a entrar em em alerta para alagamentos, com iminência de transbordamento do córrego Água Espraiada, entre 14h35 e 14h55.

Na zona sul, bairros como Saúde e Vila Mariana registraram fortes ventos e precipitação moderada. Segundo a Defesa Civil, ventos de até 65 km/h foram registrados na região do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (Grande SP).

Foram registrados, até o momento, três pontos de alagamento. Na zona sul, o trecho da rua Estevão Fabri, na Capela do Socorro, está intransitável na altura da rua Ferdinando Forino. Na Vila Mariana, também não é possível passar pela avenida Moreira Guimarães na altura da avenida Jurema. Já a avenida Rubem Berta está alagada na altura da Dr. Haberbeck Brandão, mas é transitável.

A chuva é causada por áreas de instabilidade que chegaram à capital a partir da região de Campinas, segundo o CGE.

As regiões com chuva mais intensa registrada até o momento foram sudeste e leste. A previsão é de mais áreas atingidas nas próximas horas.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) publicou alertas de chuva ao menos até esta segunda-feira (5). O nível do aviso é de perigo potencial, com baixo risco de quedas de árvore e cortes de energia elétrica.

De acordo com o CGE, janeiro terminou com chuvas acima da média na cidade de São Paulo. O mês foi encerrado com acumulado médio de chuva de 281,5 mm, 9,7% acima dos 256,5 mm esperados.

Foram 27 dias com chuva em janeiro, e o dia 12 foi o que registrou o maior índice pluviométrico: 56,5 mm.

O índice pluviométrico refere-se à quantidade de chuva em determinado local e período. Nesse cálculo, 1 mm de chuva equivale a 1 litro de água por metro quadrado.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Source link

Leave a Comment