EUA revisam sanções contra Venezuela após opositora ficar inelegível


Suprema Corte confirmou que María Corina Machado, principal adversária de Maduro, não poderá se candidatar por 15 anos

Os Estados Unidos estão revendo sua política de sanções contra a Venezuela depois que a Suprema Corte do país sul-americano confirmou na 6ª feira (26.jan.2024) a inelegibilidade de María Corina Machado, principal opositora de Nicolás Maduro, por 15 anos.

María Corina Machado venceu em outubro de 2023 as eleições primárias da oposição para enfrentar Maduro no pleito presidencial deste ano, ainda sem data para ser realizado.

O porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Matthew Miller, disse que a decisão da Suprema Corte venezuelana “contradiz o compromisso assumido pelos representantes de Nicolás Maduro de organizar eleições presidenciais justas em 2024”.

Os EUA revisam a suspensão de sanções acordadas em outubro, quando o país norte-americano concordou em aliviar as punições comerciais o setor de petróleo da Venezuela em troca de eleições presidenciais livres e monitoradas internacionalmente em 2024.





Source link

Leave a Comment