Homem que matou 2 pessoas após derrota de Bolsonaro é condenado a 51 anos de prisão


Descontente com a derrota de Jair Bolsonaro (PL), de quem é apoiador, Erick Hiromi Dias acabou efetuando disparos contra eleitoras críticas do ex-presidente e eleitoras do petista

O Tribunal do Júri de Iporã, interior do Paraná, condenou nesta terça-feira, 16, um homem que assassinou duas pessoas após o anúncio do resultado das eleições de 2022, que elegeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Descontente com a derrota de Jair Bolsonaro (PL), de quem é apoiador, Erick Hiromi Dias acabou efetuando disparos contra eleitoras críticas do ex-presidente e eleitoras do petista. O acusado deverá cumprir pena de 51 anos e sete meses em regime fechado. De acordo com Ministério Público, o crime teve motivação política.

O delito ocorreu na cidade paranaense de Cafezal do Sul, na noite de 30 de outubro de 2022. Eric Hiromi tinha o certificado de colecionadores, atiradores e caçadores (CAC), e, por isso, podia portar arma de fogo. O acusado foi condenado por dois crimes de homicídio qualificado, e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

Pedido de perdão

Durante o julgamento, Eric Hiromi confessou ter matado as duas pessoas e pediu desculpa aos familiares das vítimas.

“Eu sei que errei e que mereço ser condenado. Me lembro de pouquíssimas coisas daquele dia. Há um tempo atrás, eu me arrependi de não ter conseguido tirar minha vida naquele dia. Eu aceito, por conta de todo o meu arrependimento, passar por toda cadeia que tenho que passar”, afirmou.

Estadão conteúdo


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Source link

Leave a Comment