Hubble descobre de onde veio a FRB mais poderosa já detectada


O telescópio Hubble identificou a região de onde veio a rajada rápida de rádio (FRB) mais distante já detectada. O local é tão inesperado quanto as características do fenômeno em si: um conjunto de galáxias de quando o universo tinha apenas 5 bilhões de anos.

Enquanto as FRBs anteriores foram encontradas em galáxias isoladas, a FRB 20220610A veio do que parece ser um aglomerado galáctico. Outro contraste é que as rajadas rápidas de rádio comuns costumam surgir bem mais próximas e, portanto, ocorreram em épocas muito mais recentes.

Como as ondas de rádio viajam à velocidade da luz, a distância em anos-luz do local onde as FRBs se formaram determina quando elas foram emitidas. No caso da FRB 20220610A, o evento que a gerou ocorreu há mais de 8 bilhões de anos.

Continua após a publicidade

As imagens do Hubble sugerem que pode haver até sete galáxias no grupo de onde veio a FRB 20220610A, todas em um possível processo de fusão. A interação entre elas pode ter criado as condições que geraram essa FRB.

Rajadas rápidas de rádio são um dos eventos mais energéticos do universo, liberando mais energia em um milissegundo do que o Sol em três dias. Os astrônomos ainda não têm uma explicação unânime para esses eventos, mas suspeita-se que os magnetares sejam os responsáveis por elas.

Fonte: NASA/ESA



Source link

Leave a Comment