Israel não pode ter ‘direito de veto’ a um Estado palestino, diz Borrell


Na segunda-feira (22), em Bruxelas, Borrell presidiu uma reunião informal de ministros das Relações Exteriores do bloco com seu homólogo israelense, Israel Katz

Israel não pode ter a possibilidade de vetar o direito dos palestinos de gozarem de um Estado próprio, afirmou o chefe da diplomacia da União Europeia, o espanhol Josep Borrell, nesta terça-feira (23).

“Uma coisa deve ficar clara: Israel não pode ter o direito de veto sobre a autodeterminação dos palestinos”, disse o diplomata no final de uma reunião com o ministro egípcio das Relações Exteriores, Sameh Choukry.

Na segunda-feira (22), em Bruxelas, Borrell presidiu uma reunião informal de ministros das Relações Exteriores do bloco com seu homólogo israelense, Israel Katz.

Nessa reunião, os ministros europeus insistiram na necessidade de implementar uma solução de dois Estados, um palestino e um israelense, para pôr fim ao conflito entre ambos os lados e levar estabilidade à região.

O governo do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, já anunciou, no entanto, sua firme rejeição a essa possibilidade.

Ao chegar a Bruxelas na segunda-feira, Katz se limitou a comentar que viajou para Bruxelas para garantir o apoio europeu à guerra travada por seu país, a fim de “desmantelar” o grupo islamista palestino Hamas.

Borrell não escondeu sua irritação com a decisão de Katz de mostrar um vídeo sobre um antigo plano israelense de construir uma ilha artificial para servir de porto, e outro, sobre um projeto de uma linha ferroviária para a Índia.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Katz – disse Borrell – “poderia ter aproveitado melhor seu tempo”, já que os projetos nos vídeos “não tinham muito a ver com o que estávamos discutindo”.

© Agence France-Presse



Source link

Leave a Comment