Mãe e filha morrem afogadas durante temporal no interior de SP


Duas mulheres morreram afogadas, após serem arrastadas pela chuva na tarde desta sexta-feira (19), em Limeira (a 151 km de São Paulo), na região de Campinas. Segundo a Defesa Civil estadual, as vítimas são mãe e filha e têm 70 e 35 anos de idade. Elas foram levadas pela enxurrada no bairro Las Palmas.

As duas teriam sido arrastadas logo após saírem de um carro para tentar evitar que o veículo fosse levado pela água. Choveu forte nesta sexta em várias regiões do estado de São Paulo. Além de Campinas, a Defesa Civil emitiu alertas de chuva em Franca e Presidente Prudente.

Na semana passada, quatro pessoas morreram por causa das chuvas em São Paulo. Pelo terceiro dia seguido a cidade de São Paulo foi colocada em estado de atenção para alagamentos por causa da chuva. O alerta foi feito às 17h47 desta sexta pelo CGE (Centro de Gerenciamento de Emergência), da prefeitura paulista.

De acordo com o órgão municipal, a chuva começou pelas zonas leste e sul, e em parte do centro, do município. No início da noite, porém, se expandiu para todo o município, inclusive, com alerta para alagamentos nas marginais Tietê e Pinheiros.

Na zona sul, a rua Ribeiro Lacerda, na Vila Mariana, alagou e ficou intransitável nos dois sentidos. No Jabaquara, os carros não conseguiram passar pela rua Alba.

Na zona leste, foram registrados alagamentos ainda, na região de Aricanduva, Vila Formosa e Penha. Pouco depois das 18h foram registradas rajadas de vento de 57,9 km/h no aeroporto de Congonhas, na zona sul.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A quinta-feira também foi de muito calor na capital paulista. Segundo medição parcial do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a temperatura atingiu 31,1ºC no fim da tarde, no mirante de Santana, na zona norte.

Até às 18h50, o Corpo de Bombeiros afirmou ter recebido 57 chamados com relatos de queda de árvores nesta sexta na Grande São Paulo.

Outras cidades da região metropolitana também enfrentam chuva no fim da tarde desta sexta, como em São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Santo André e Diadema, no ABC.

A Defesa Civil estadual alerta para riscos de raios e ventos -na quinta (18), a ventania derrubou uma torre de energia em Cajamar e deixou parte da cidade sem luz.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Seis voos que deveriam ter pousado em Guarulhos no início da noite desta sexta tiveram de ser desviados para outros aeroportos por casa das condições meteorológicas, segundo a concessionária Gru Airport.

A previsão é de grandes volumes de chuva entre esta sexta e domingo (21) em praticamente todo o estado de São Paulo. Na Baixada Santista, por exemplo, estão previstos até 200 mm de chuva, com riscos de enchentes. No litoral norte, a expectativa é de 180 mm.
A Defesa Civil estima que possa chover até 150 mm na região metropolitana de São Paulo, principalmente na tarde deste sábado (20).

O índice pluviométrico refere-se à quantidade de chuva em determinado local e período. Nesse cálculo, 1 mm de chuva equivale a 1 litro de água por metro quadrado.

De acordo com o Inmet, a formação de uma frente fria, aliada a ventos fortes temperaturas e altas na região Sudeste, vai potencializar a instabilidade, que além do litoral, deverá atingir o leste do estado, onde fica a capital paulista.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Com a previsão de grandes volumes acumulados no fim de semana, especialmente durante o sábado [20], a Defesa Civil recomenda atenção redobrada em áreas urbanas mais vulneráveis. Devido ao encharcamento do solo, haverá risco de deslizamentos, desabamentos, alagamentos, enchentes e ocorrências relacionadas a descargas elétricas e vento forte”, afirma o órgão estadual.



Source link

Leave a Comment