Mulher do “Faraó dos Bitcoins” é presa nos EUA


Foragida há mais de 2 anos, Mirelis Zerpa foi presa em operação conjunta entre a PF brasileira e autoridades americanas

A mulher de Glaidson dos Santos, conhecido como o “Faraó dos Bitcoins” foi presa na 4ª feira (24.jan.2024) nos Estados Unidos. A venezuelana Mirelis Yoseline Diaz Zerpa era foragida da operação Kryptos, deflagrada em 2021 pela Polícia Federal, e foi detida em ação com autoridades americanas. 

Investigações concluíram que a mulher passou a firmar contratos de prestação de serviços para investimento em bitcoin a partir de 2015, por meio de uma empresa de consultoria, a G.A.S. Consultoria e Tecnologia, em Cabo Frio, na região dos Lagos, do Rio. Os contratos eram oferecidos ao público, incluindo pessoas jurídicas, mesmo não tendo autorização junto à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Segundo a operação, Mirelis, Glaidson e cúmplices constituíram uma extensa rede para lavagem de dinheiro, que chegou a movimentar cerca de R$ 38 bilhões entre 2015 e 2021.

Mirele tem contra si mandado de prisão expedido pelos crimes de lavagem de dinheiro, integração de organização criminosa e crimes praticados contra o Sistema Financeiro Nacional.

A PF, o ICE (U.S Immigrations and Customs Enforcement) e o Serviço Secreto norte-americano prenderam a venezuelana na cidade de Chicago. Ela estava morando nos Estados Unidos e era ativa nas redes sociais.

“Faraó dos Bitcoins”

Glaidson Acácio dos Santos está preso na Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná, para onde foi transferido em janeiro de 2023. Ele foi detido na operação Kryptos, em agosto de 2021, acusado de operar um sistema de pirâmides financeiras envolvendo moedas digitais e causar prejuízos a investidores. 





Source link

Leave a Comment