Onze cidades paulistas receberão a vacina contra dengue


Membros do Ministério da Saúde avaliam que a situação da dengue é preocupante porque, atualmente, quatro sorotipos estão circulando

FRANCISCO LIMA NETO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

Onze municípios paulistas da região do Alto Tietê receberão a vacina contra a dengue, de acordo com lista divulgada pelo Ministério da Saúde. Os locais fazem parte de uma lista de mais de 500 cidades pelo Brasil que foram selecionadas de acordo com a situação epidemiológica.

A pasta vai disponibilizar o imunizante para 16 estados e o Distrito Federal, priorizando aqueles com alta transmissão da doença e incidência do sorotipo 2 do vírus. Crianças e adolescentes de 10 a 14 anos serão o alvo da campanha de vacinação.

Membros do Ministério da Saúde avaliam que a situação da dengue é preocupante porque, atualmente, quatro sorotipos estão circulando no país ao mesmo tempo. Nas três primeiras semanas epidemiológicas foram registrados 120.874 casos prováveis e 12 mortes pela doença.

VEJA A LISTA DAS CIDADES PAULISTAS QUE RECEBERÃO O IMUNIZANTE

Município Região
Guarulhos – Alto Tietê
Suzano – Alto Tietê
Guararema – Alto Tietê
Itaquaquecetuba – Alto Tietê
Ferraz de Vasconcelos – Alto Tietê
Mogi das Cruzes – Alto Tietê
Poá – Alto Tietê
Arujá – Alto Tietê
Santa Isabel – Alto Tietê
Biritiba-Mirim – Alto Tietê
Salesópolis – Alto Tietê

A previsão do governo é vacinar cerca de 3,2 milhões de pessoas em 2024. O esquema vacinal será composto por duas doses, que serão aplicadas em um intervalo de três meses.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As primeiras 750 mil doses da vacina contra a dengue que oferecidas pelo SUS (Sistema Único de Saúde) chegaram ao país no sábado (20). A previsão é começar a imunização em fevereiro.

O primeiro lote faz parte de um total de 1,32 milhão de doses da vacina que foram fornecidas sem custos ao governo brasileiro pela farmacêutica Takeda. O Ministério da Saúde informou que adquiriu todas as 5,2 milhões de doses do imunizante chamado Qdenga disponibilizadas pelo fabricante para este ano. Elas serão entregues em etapas até o mês de novembro.

Desde que o registro da vacina Qdenga foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em março de 2023, publicações nas redes sociais passaram a questionar o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a respeito da demora na incorporação do imunizante ao SUS.

Atualmente, só é possível se vacinar na rede privada, onde o imunizante é ofertado por preços que variam de R$ 300 a R$ 800 a dose.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pode receber o imunizante quem já teve dengue e também quem nunca foi infectado. No entanto, gestantes, lactantes e pessoas com alergia a algum dos componentes presentes na vacina não podem ser imunizadas com a Qdenga. A restrição também vale para pessoas com o sistema imunológico comprometido ou alguma condição imunossupressora.



Source link

Leave a Comment