Prefeito de BH diz que temporal é ‘novo normal’


O prefeito ainda avaliou as obras de contenção da chuva realizadas na cidade, e disse que elas funcionaram de forma adequada

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, disse que a forte chuva que atingiu a cidade nesta terça-feira (23) faz parte do “novo normal”.

Fuad afirmou que o grande volume de chuva é um fenômeno relacionado às mudanças climáticas. O temporal de terça-feira (23) alagou ruas e avenidas e derrubou árvores em várias regiões de BH.

O prefeito ainda avaliou as obras de contenção da chuva realizadas na cidade, e disse que elas funcionaram de forma adequada. “A gente costumava dizer que chuvas como a desta terça-feira (23) eram fora do normal, mas agora nós temos que dizer que essa chuva é o novo normal. Tivemos uma chuva muito forte em todas as áreas da cidade, e a resposta [dos equipamentos de infraestrutura] foi adequada”, avaliou.

“Tivemos alagamentos em algumas ruas, mas não tivemos nenhuma vítima. Isso é muito importante. As obras que a prefeitura já fez em combate à enchente, todas elas responderam adequadamente”, disse.

As regiões Centro-Sul, Pampulha e Venda Nova foram as que tiveram maiores prejuízos. “Se a chuva tivesse sido em outros anos, certamente o desastre seria maior. Hoje, toda a prefeitura está mobilizada para limpar a cidade. Nessas três regionais mais afetadas, a Defesa Civil está instalando pontos de comando para atender a população”, garantiu.

O prefeito pediu à população que colabore com a limpeza da cidade para evitar alagamentos. “As pessoas deixaram lixo na rua antes da chuva. Nós precisamos muito que a população não descarte lixo em lugar irregular. Isso entope as bocas de lobo, e provoca alagamento”, afirmou.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

VOLUME DE CHUVA E PREVISÃO

O maior volume foi registrado na região Oeste da capital mineira. Entre 19h e 22h de terça-feira (23), a regional registrou 86,6 milímetros de chuva – 26,2% do esperado para janeiro, segundo dados da Defesa Civil.

A Pampulha ficou em segundo lugar, com 76,6 mm – o equivalente a 23,1% do previsto para o mês. A região Centro-Sul foi a terceira com maior volume de água, com 68 mm (20,6%).

Belo Horizonte continua em alerta para chuva forte. Comunicado da Defesa Civil desta quarta-feira (24) diz que pode chover entre 60 a 80 milímetros na capital ao longo desta quarta-feira (24), com rajadas de vento em torno de 50 km/h.

Oito das nove regionais da cidade estão em alerta para o risco de desabamento e deslizamento. Somente a região Norte não está sob risco, segundo a Defesa Civil.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Source link

Leave a Comment