Sundar Pichai apresenta as metas do Google para 2024


O Google tem algumas metas a cumprir em 2024. No início desta semana, Sundar Pichai disse que o Google tem “objetivos ambiciosos e investirá em [suas] grandes prioridades” em 2024. Isso inclui IA e abrange o consumidor do Google até plataformas empresariais.

Nesse memorando para toda a empresa (Via: 9to5Google), o CEO estabeleceu sete metas para o Google em 2024:

  • Fornecer a IA mais avançada, segura e responsável do mundo.
  • Melhorar o conhecimento, o aprendizado, a criatividade e a produtividade.
  • Criar as plataformas e dispositivos de computação pessoal mais úteis.
  • Permitir que organizações e desenvolvedores inovem no Google Cloud.
  • Fornecer os produtos e plataformas mais confiáveis do mundo.
  • Criar um Google extraordinário para os Googlers e para o mundo.
  • Melhorar a velocidade, a eficiência e a produtividade da empresa e proporcione economias de custos duradouras.

A inteligência artificial está, sem surpresa, no topo desta lista. O Gemini Ultra deve estar próximo do lançamento, enquanto o trabalho em versões futuras do Gemini era algo que a empresa já havia sugerido que estava em andamento no lançamento do 1.0 em dezembro.

O importante este ano é adicionar recursos generativos de IA que as pessoas realmente desejam. Por exemplo, Duet AI pode ser uma aplicação mais simples do que SGE. A IA precisa focar no que as pessoas realmente querem.

sundar-pichai-apresenta-as-metas-do-google-para-2024

O 9to5Google comenta que, do lado do consumidor, há a construção de “plataformas e dispositivos de computação pessoal mais úteis”. Isso é sem dúvida uma referência ao Android e ao Chrome, enquanto os dispositivos mencionados ao mesmo tempo parecem dignos de nota, especialmente quando combinados com a reorganização de hardware. Enquanto isso, o Google deve apresentar uma nova plataforma com Android XR este ano.

Produtos e plataformas

A construção de produtos e plataformas que sejam “confiáveis” pode ser avaliada a partir de uma série de critérios, incluindo o perene “este produto será eliminado”. Google Cloud é a única marca a receber menção explícita à medida que a empresa continua a competir com Amazon e Microsoft no setor empresarial.

Os objetivos mais internos visam tornar a empresa mais eficiente, mas resta saber até que ponto os objetivos declarados – “simplificar a execução e aumentar a velocidade em algumas áreas” – acabarão por ser eficazes. Um Google mais enxuto, com menos lixo e burocracia, que pudesse enviar produtos/recursos com mais rapidez, seria o melhor resultado possível.

Esperamos que este seja um ano em que o consumidor dos produtos Google seja o centro de suas metas.



Source link

Leave a Comment