Amazon enfrenta conflitos internos por trabalhar em versão paga da Alexa


No ano passado, a Amazon anunciou que usaria IA para tornar Alexa mais comunicativa ao responder comandos. A empresa supostamente planeja tornar a nova e aprimorada Alexa um serviço baseado em assinatura, uma versão paga da Alexa. No entanto, dizem que o desenvolvimento tem sido difícil e a empresa está lutando consigo mesma.

Amazon e a versão paga da Alexa

A Amazon está atualmente trabalhando em uma versão atualizada da Alexa que usa um novo modelo de linguagem grande (LLM) para tornar o assistente de voz mais coloquial e pessoal. Esta Alexa renovada será lançada como uma assinatura paga e será chamada de “Alexa Plus”, de acordo com um relatório do Business Insider (Via: Android Authority).

Apelidada internamente de “Remarkable Alexa”, a empresa planeja lançar o serviço de assinatura em 30 de junho e vem testando a tecnologia com 15 mil clientes externos. A versão atual da Alexa é referida internamente como Classic Alexa. Não sabemos se essa versão paga decolará, já que a versão gratuita já cumpre bem o que os usuários precisam.

amazon-enfrenta-conflitos-internos-por-trabalhar-em-versao-paga-da-alexaamazon-enfrenta-conflitos-internos-por-trabalhar-em-versao-paga-da-alexa

Embora a data de lançamento não esteja longe, fontes do veículo afirmam que Alexa Plus não está correspondendo às expectativas. De acordo com os testes, a Amazon descobriu que a assistente de voz era mais coloquial e personalizada, mas também desviava ou dava respostas incorretas. Então, se essa versão vingar, ainda precisará de alguns testes, para que chegue até os usuários.

O que a empresa poderia fazer?

De acordo com o relatório, uma forma de a Amazon resolver o problema é renovando completamente a pilha de tecnologia de Alexa. No entanto, isso gerou conflitos internos com a equipe Classic Alexa, que deseja proteger seu trabalho. Ao mesmo tempo, proteger esse trabalho está fazendo com que a pilha de tecnologia fique inchada.

De acordo com uma das fontes do veículo, parece que alguns funcionários estão até questionando a premissa de cobrar pela Alexa. Essas pessoas estão se perguntando se os clientes estariam dispostos a pagar por uma versão mais recente do Alexa quando já estão pagando por outros serviços da Amazon. é meio que uma coisa sem sentido.

Dados os problemas com os quais a Amazon está lidando atualmente, é possível que a Alexa Plus acabe sendo adiada. Uma pessoa próxima ao assunto disse à publicação: “Se isso não gerar receita, Alexa estará em apuros”.

Esperamos que a Amazon traga muitos recursos interessantes para cobrar dos usuários pelo serviço.



Source link

Leave a Comment