Bolsonaro usa camiseta com escudo escrito “Israel” em live


Presidente é crítico da atitude do governo Lula sobre conflito em Gaza; transmissão ao vivo foi com cenário simples, com mesa decorada só com Bandeira do Brasil e bolsonaros usando camisetas

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) usou na “super live” que realizou neste domingo (28.jan.2024) uma camiseta azul da seleção de futebol de Israel. Ele é crítico da atitude do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o conflito na Faixa de Gaza. Seus 3 filhos que participaram da transmissão ao vivo, o senador Flávio (PL-RJ), o deputado federal Eduardo (PL-SP) e o vereador Carlos (Republicanos-RJ), usaram camisas lisas das seguintes cores: cinza clara, preta e verde escuro, respectivamente.

A live teve microfones e câmeras mais profissionais do que quando Bolsonaro era presidente. Havia cortes de imagens, com foco em quem estava falando. Mas o estilo despojado continuou. Só havia uma mesa e um fundo em madeira. No móvel havia uma Bandeira do Brasil pendurada de maneira rudimentar –com um tom estudado de improvisação, marca do ex-presidente. 

Copyright
Reprodução/YouTube Jair Bolsonaro – 28.jan.2024

Nas imagens, da esq. para dir., o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos)

A transmissão do clã Bolsonaro registrou pico de audiência de 470.960 espectadores simultâneos por volta das 20h20 deste domingo. A live começou às 19h e terminou às 21h35. O ex-presidente deixou de participar a partir das 20h43. Continuou só com Carlos e Eduardo.

BOLSONARO ZOMBA DE LULA

Durante a transmissão ao vivo, Bolsonaro zombou da audiência das lives realizadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), chamadas de “Conversa com o Presidente”. Declarou que o petista precisa parar de mentir e citar o governo anterior durante as transmissões ao vivo.

Assista (1min40s):

Como mostrou o Poder360, 117,5 mil pessoas assistiram às 20 transmissões em tempo real de Lula. Os números são tímidos quando comparados às lives feitas por Bolsonaro quando ele estava no Planalto.

As 20 primeiras transmissões de Bolsonaro acumulam 21,5 milhões de views no Facebook. Ou seja, a live de Bolsonaro e de seus filhos realizada neste domingo teve mais audiência do que toda a audiência somada nas 20 lives de Lula de 2023.

Em 2 de janeiro de 2024, o ministro da Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República), Paulo Pimenta, declarou ser uma “loucura completa” comparar as audiências das transmissões realizadas por Lula e as promovidas por Bolsonaro. Disse que a tecnologia era “completamente distinta”.

As lives de Lula são feitas em um formato profissional, com uso de câmeras de alta qualidade e com uma mesa e microfone no estilo dos atuais podcasts de entrevistas. O programa é gravado sob a supervisão do secretário do Audiovisual da Secom, Ricardo Stuckert, que também é fotógrafo de Lula.

O “Conversa com o Presidente” fez uma pausa para as festas de fim de ano e não retornou. Entretanto, o Planalto negou que as transmissões acabariam. O programa deve ter seu formato e periodicidade reavaliados para 2024.

BOLSONARO ASSOCIA LULA AO HAMAS

Em outubro, Bolsonaro repudiou o ataque do Hamas a Israel, que começou a guerra no Oriente Médio. Em seu perfil no X (ex-Twitter), o ex-presidente relacionou os responsáveis pelo ataque a Lula e disse que o grupo palestino deu parabéns ao petista pela vitória nas eleições de 2022.

“Pelo respeito e admiração ao povo de Israel repudio o ataque terrorista feito pelo Hamas, grupo terrorista que parabenizou Luís Inácio Lula da Silva quando o TSE o anunciou vencedor das eleições de 2022”, declarou Bolsonaro.

Em dezembro, o ex-presidente afirmou que Lula é “pró-terrorismo” e “pró-Hamas”. Bolsonaro disse “sempre” ter sido “admirador do Estado de Israel” e ter estado “do lado” do país.

Segundo Bolsonaro, “esse episódio” mostra “a enorme diferença” entre ele e Lula. O ex-presidente disse que o petista “não admite tratar o Hamas como [um grupo] terrorista”.





Source link

Leave a Comment