Caminhoneiros fazem ato por melhoria das pistas na Baixada Santista


Paralisação foi feita na manhã desta 3ª feira (30.jan); Prefeitura de Santos diz realizar obras na região

Caminhoneiros autônomos que atuam na Baixada Santista fizeram uma paralisação nesta 3ª feira (30.jan.2024) para pedir melhorias nas pistas na região da Alemoa Industrial, localizada em Santos, no litoral de São Paulo. A manifestação foi organizada pelo Sindicam Santos (Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira). 

A concentração se deu por volta das 7h, na rua Dr. Albert Schweitzer, na Baixada Santista. A paralisação foi pacífica e não teve tumultos, de acordo com nota divulgada pela entidade. Eis a íntegra do comunicado (PDF – 691 kB).

Segundo o Sindicam, “as pistas destinadas ao encontro dos terminais que já apresentavam grandes desgastes, tornaram-se verdadeiras crateras, causando grandes congestionamentos e a impossibilidade de trafegar no local, sem contar as avarias causadas aos veículos que lá circulam”

A entidade ainda declarou que a má qualidade das pistas está “acarretando grandes prejuízos aos caminhoneiros” que trabalham pela área diariamente, mas também a “todos os outros motoristas de viagem que por lá transitam”.

Em nota, a Prefeitura de Santos disse o serviço de tapa-buracos realizado na região da Alemoa Industrial foi “intensificado” na 2ª feira (29.jan) para “minimizar os impactos das chuvas dos últimos dias”

“Os trabalhos já vinham sendo feitos na Alemoa desde novembro, mas serão reforçados neste período de pós-chuva. Vale destacar que Santos registra o mês de janeiro mais chuvoso desde 2010 –situação que contribuiu para o surgimento de buracos nas ruas e avenidas onde trafegam veículos pesados”, declarou.

A prefeitura também afirmou que foram feitas melhorias na rua Dr. Albert Schweitzer nesta 3ª feira (30.jan) e que, até sábado (3.fev), “serão estendidas até a Rua Aurélio Batista Félix e à Avenida Vereador Alfredo das Neves —ramais importantes de acesso aos terminais retroportuários da Zona Noroeste. A expectativa é de que sejam utilizadas até 600 toneladas de massa asfáltica no serviço”.

Eis a íntegra da nota da Prefeitura de Santos:

“A Prefeitura de Santos informa que, nesta segunda-feira (29) – quando as vias da Cidade apresentaram condições de reparos apos a trégua da chuva – o serviço de tapa-buracos realizado pela Prodesan já foi intensificado na Alemoa Industrial para minimizar os impactos das chuvas dos últimos dias. Os trabalhos já vinham sendo feitos na Alemoa desde novembro, mas serão reforçados neste período de pós-chuva. Vale destacar que Santos registra o mês de janeiro mais chuvoso desde 2010 – situação que contribuiu para o surgimento de buracos nas ruas e avenidas onde trafegam veículos pesados. 

“Só ontem (29), foram aplicadas 82 toneladas de massa asfálticas nos pontos avariados. Os trabalhos continuam intensificados desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (30), com quatro caminhões e equipes da Prodesan e Prefeitura Regional da Zona Noroeste. As principais vias da Alemoa estão recebendo um serviço especial da operação Tapa-Buraco. As melhorias já foram realizadas na Rua Dr. Albert Schweitzer, hoje (30) e, até sábado, serão estendidas até a Rua Aurélio Batista Félix e à Avenida Vereador Alfredo das Neves — ramais importantes de acesso aos terminais retroportuários da Zona Noroeste. A expectativa é de que sejam utilizadas até 600 toneladas de massa asfáltica no serviço. 

“A Administração ressalta que está em constante contado com o sindicato na busca de soluções para as demandas da categoria. 

“Ressaltamos, ainda, que em setembro do ano passado, o prefeito Rogério Santos garantiu com o governador Tarcísio de Freitas o investimento de R$ 15 milhões para realizar obras de revitalização na Alemoa Industrial”





Source link

Leave a Comment