Enoturismo Especializado em Paris – Jornal de Brasília


Não somente as vinícolas estão se adaptando e aprimorando suas instalações para receber os visitantes e entusiastas do mundo dos vinhos, como também, cada vez mais, surgem no mercado empresas especializadas em criar roteiros desenhados de acordo com as preferências de cada cliente.

Na Europa, onde o idioma pode ser uma barreira, está ficando comum os enófilos optarem por esse serviço para ter uma vivência completa.


A sommelière Marina Giuberti, proprietária da loja de vinhos e wine bar Divvino Marais, em Paris, oferece desde 2013 passeios especializados em vinícolas. Com mais de 17 anos de experiência na área e formação em sommelière na França, ela possui conexões valiosas com diversos produtores, facilitando o acesso dos visitantes a lugares exclusivos, como Philippe Pacalet, na Borgonha, e Jacques Selosse, em Champanhe, que não são abertas ao público.

Marina Giuberti e o produtor Sébastien Bobinet, Domaine Bobinet, Loire. Crédito: Divulgação
Foto: sommelière Marina Giuberti e o produtor Sébastien Bobinet, Domaine Bobinet, Loire. Crédito: Divulgação

Segundo Giuberti, as regiões mais procuradas para o enoturismo são: Borgonha, Champanhe e Bordeaux. Os roteiros mais populares, conhecidos como “Wine Day“, incluem visitas de um dia, com saída e retorno a Paris, explorando regiões como Champanhe, norte da Borgonha ou Bordeaux; ou opções mais estendidas, como a “Wine Week“, que permite ao cliente explorar explorar até três regiões vitivinícolas.

Com um grupo no famoso produtor Ganevat, região do Jura. Crédito: Divulgação
Com um grupo no famoso produtor Ganevat, região do Jura. Crédito: Divulgação

Marina atua como guia em todas as visitas, traduzindo as conversas com os produtores para os clientes e auxiliando na condução das degustações. Seu profundo conhecimento permite explicar detalhadamente todo o processo de produção do vinho, desde a plantação das uvas até o engarrafamento. Além disso, Marina sempre negocia para que os vinhos ícones façam parte da experiência de degustação.

A jornada com o Divvino Marais começa antes mesmo de chegar à vinícola, com Marina reunindo-se com os visitantes para uma introdução à cultura francesa, às regiões e aos produtores a serem visitados, proporcionando uma verdadeira aula incluída no roteiro.

Grupo de clientes, enófilos, com o produtor Frédérique Le Prince, na Borgonha. Crédito: Divulgação.
Grupo de clientes, enófilos, com o produtor Frédérique Le Prince, na Borgonha. Crédito: Divulgação.

São oferecidos cinco tipos de passeios, todos com transporte de alto padrão e motorista, além de um sommelier da equipe do Divvino. O foco principal está nos pequenos produtores, mas também é incluída a visita a um grande produtor, permitindo aos visitantes comparar as diferentes experiências.

O Divvino cuida de todos os detalhes, desde o agendamento dos hotéis e restaurantes até os momentos de degustação com o produtor, acompanhados de queijos e charcutarias, tornando cada momento verdadeiramente memorável.

Grupo na queijaria Conté, no Jura./ Divulgação
Grupo na queijaria Conté, no Jura. Crédito: Divulgação

Marina destaca que cada estação do ano na França oferece sua própria beleza e particularidade, tornando o enoturismo uma experiência encantadora durante todo o ano, exceto em agosto, quando ocorre a vindima.

Um diferencial do Divvino é que as crianças são sempre bem-vindas em suas viagens enoturísticas. Para quem está planejando uma viagem à França ou quer saber mais sobre os roteiros disponíveis, basta entrar em contato com Marina pelo e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp +33 6 63 31 83 80.



Source link

Leave a Comment