Incrível dodecaedro romano completo de 1.700 anos é achado na Inglaterra


Cientistas encontraram mais um dodecaedro romano na Inglaterra, mas, desta vez, incrivelmente bem preservado, mesmo ficando enterrado por 1.700 anos. Encontrado no vilarejo de Norton Disney, condado de Lincolnshire, o objeto de 12 lados ainda é bastante misterioso para a arqueologia. Ele foi desenterrado por um voluntário da organização amadora inglesa.

O achado foi feito em um campo por meio de detectores de metal, local onde já haviam sido descobertos broches e moedas da época da ocupação romana na Grã-Bretanha. O artefato tem o tamanho aproximado de uma laranja e é feito de uma liga de cobre, com os 12 lados tendo cortes circulares, e cada aresta, pequenas saliências em forma de botão.

Com ele, o número de dodecaedros na Bretanha romana sobre para 33, enquanto 130 já foram vistos nas províncias noroeste do Império Romano, atuais Espanha e França.

Continua após a publicidade

Dodecaedros na Roma Antiga

O aspecto mais surpreendente do dodecaedro achado em Norton Disney é seu estado completo, sem danos, algo que nunca havia sido achado. Segundo Richard Parker, secretário do Grupo de História e Arqueologia de Norton Disney, é uma peça extremamente bem feita. Ele também é maior que os outros artefatos do tipo, alguns do tamanho de uma bola de golfe.

Os mais antigos chegam a datar do século I d.C., mas não há nenhuma referência textual ou visual a tais objetos na literatura romana, o que os envolve em uma aura de mistério. 

Continua após a publicidade

Alguns pesquisadores teorizam que os dodecaedros romanos tenham sido usados como instrumentos de medida, calendários, armas, pontas de cetro ou ferramentas, mas a equipe de arqueologia discorda. Parker afirma que o objeto achado foi forjado em metal “grudento” e chumbado, ou seja, difícil de moldar e de textura frágil — agora, ele está em exposição em um museu local.

Muita energia, habilidade e tempo foram gastas em sua fabricação, então seu uso não deve ter sido mundano, simples. Como há dodecaedros de tamanhos diferentes, não devem ter sido instrumentos de medida — como não mostram sinais de gastura, não eram ferramentas. Alguns especialistas, com os quais o grupo de Norton Disney concorda, acreditam que os dodecaedros tenham sido usados para razões religiosas ou ritualísticas.

Isso explicaria sua ausência nos registros — quando o Império Romano foi cristianizado, leis proibindo práticas mágicas foram impostas, e praticantes de rituais pagãos tiveram de tornar suas adorações e os objetos relacionados a elas secretas. Os romanos eram altamente supersticiosos, então é provável que um objeto tão importante e fino tivesse sido usado para esse fim. Isso está, atualmente, sendo investigado por diversos especialistas, com o mistério ficando longe do fim. 

Fonte: Agência do Patrimônio de Flandres, Norton Disney History and Archaeology Group com informações de Smithsonian Magazine e Live Science



Source link

Leave a Comment