Julgamento de Trump por fraude eleitoral é adiado


Caso seria julgado em 4 de março, na véspera da Super Tuesday, dia mais impostantes prévias à Presidência; não há nova data

A juíza Tanya Chutkan, do Distrito de Columbia (EUA), adiou nesta 6ª feira (2.fev.2024) por tempo indeterminado o processo que julga o ex-presidente por conspiração para fraudar o resultado das eleições de 2020. Caso seria julgado em 4 de março, na véspera da Super Tuesday, um dos dias mais importantes das prévias à Presidência. A informação é do Washington Post.

Em dezembro de 2023, o processo contra Donald Trump já havia sido adiado. Agora, a Justiça suspendeu o julgamento enquanto um tribunal federal de apelações analisa os argumentos da defesa de Trump, que alegou que ele teria imunidade ao processo por ainda ser presidente quando seus apoiadores atacaram o Capitólio em 6 de janeiro de 2021.

A defesa também diz que Trump não pode ser julgado porque foi absolvido pelo Senado de incitar o ataque ao Capitólio.

Donald Trump é o favorito para concorrer à presidência da República em novembro pelo Partido Republicano. O julgamento não tem data para ocorrer, mas o ex-presidente será beneficiado se a disputa se estender para além do período eleitoral.

Além da acusação de conspiração para fraudar as eleições, também é acusado de conspiração para obstruir procedimentos oficiais e por conspiração contra os direitos dos norte-americanos. Trump pode responder, ainda, por obstruir ou tentar obstruir um procedimento oficial.

Ele também responde a outros processos, como um que tramita na Justiça de Nova York por suposta fraude comercial relacionado a fatos de 2016. O julgamento desse caso também está marcado para março.





Source link

Leave a Comment