Kim Kataguiri vai ao Conselho de Ética contra deputado do PT


Fundador do MBL disse que vai entrar com representação contra Fernando Mineiro por agressão contra integrante do grupo

O deputado Kim Kataguiri (União Brasil-SP), pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, disse neste sábado (16.mar.2024) que vai entrar com uma representação no Conselho de Ética contra o deputado Fernando Mineiro (PT-RN). 

Mineiro se envolveu em uma briga com o influenciador do MBL (Movimento Brasil Livre) Matheus Faustino na 6ª feira (16.mar). Segundo Kataguiri, um dos fundadores do MBL, o deputado tentou arrancar o celular do militante depois que ouviu questionamentos sobre a presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann (PT-PR).

“Entrar em luta corporal contra cidadãos que estavam fazendo questionamentos não é condizente com a ética parlamentar, uma clara quebra de decoro”, afirmou Kataguiri em seu perfil no X (antigo Twitter). 

Segundo os relatos, Matheus Faustino aguardava a deputada Gleisi Hoffmann desembarcar no Aeroporto de Natal para fazer questionamentos à congressista. O influenciador do MBL é pré-candidato a vereador na capital do Rio Grande do Norte e pretendia filmar a ação. 

Em vídeo divulgado por Kataguiri, o deputado Fernando Mineiro dá um tapa no celular de Matheus Faustino e, em seguida, puxa o braço do influenciador, o que leva os 2 ao chão. O congressista ainda segura a cabeça do integrante do MBL. Um homem pede a Mineiro para que ele se acalme, enquanto o deputado responde em sequência: “Fascista é isso, fascista eu quebro no pau”

Depois do episódio, Fernando Mineiro foi às redes sociais se explicar. O congressista disse que não foi a 1ª vez que um integrante do grupo de direita “invade espaços políticos e agride petistas, principalmente mulheres”.

“Hoje a deputada federal e presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, foi vítima de ataques misóginos por bolsonaristas no aeroporto de Natal. Eu estava lá para recebê-la e as provocações terminaram em agressões físicas. Não foi a primeira vez que esse grupo agiu dessa forma”, disse. 

Mineiro afirmou ainda que também acionará medidas cabíveis na Justiça contra o MBL.

“Quem me conhece sabe que prezo pelo diálogo e pelo respeito às divergências mas não podemos tolerar a repetição organizada desse tipo de agressão gratuita e criminosa”, declarou. 





Source link

Leave a Comment