MP denuncia jornalistas por caso de Paraisópolis


Brasília, 12 – O Ministério Público Eleitoral denunciou os jornalistas Arthur Rodrigues, da Folha de S.Paulo, e Joaquim de Carvalho, do site Brasil 247, por reportagens sobre o episódio envolvendo um tiroteio em uma agenda do hoje governador e na época candidato Tarcísio de Freitas, em Paraisópolis, em 2022. Para o MP, houve publicação de conteúdos inverídicos sobre o caso.

Na denúncia, porém, o promotor Fabiano Augusto Petean confunde os veículos nos quais trabalham os dois denunciados e aponta trecho com suposta informação incorreta apenas no material publicado pelo Brasil 247, atribuindo-a, porém, aos dois profissionais.

A Folha informou que não iria se manifestar sobre o assunto. O Brasil 247 foi procurado e não havia comentado até a publicação deste texto. A reportagem da Folha citou a ação de auxiliares do governador Tarcísio de Freitas para forçar um cinegrafista da Jovem Pan a apagar imagens do tiroteio. Na ocasião, o então candidato teve uma agenda de campanha interrompida por um confronto entre a Polícia Militar e criminosos. Um homem foi morto.

Estadão Conteúdo



Source link

Leave a Comment