Religião não é instrumento político de partido ou governo, diz Lula


Presidente afirmou que a população precisa exercitar sua fé dentro da “plena liberdade”; declarou que não se pode “manipular” a religião “da forma vil e baixa como está sendo nesse país”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que a religião no Brasil não pode ser “instrumentalizada” por partidos políticos ou integrantes de governo. A declaração foi feita na manhã desta 2ª feira (18.mar.2024), durante sua 1ª reunião ministerial deste ano, no Palácio do Planalto.

Lula declarou que, na democracia, as pessoas não querem falar da “liberdade muito distante”, mas de trabalho, salário, lazer, cultura e “das coisas que dizem respeito ao dia a dia delas”. 

Assista:

“As pessoas querem um país em que a religião não seja instrumento político de partido ou governo. Que a fé seja exercitada na mais plena liberdade das pessoas que querem exercê-la. A gente não pode compreender a religião sendo manipulada da forma vil e baixa como está sendo nesse país”, disse. 

O chefe do Executivo disse também que um dos compromissos do seu governo é “lutar pela democracia”, que definiu como “tentar fazer com que esse país volte à normalidade”. Afirmou que esse é um compromisso que será cumprido até 2026.

“Tenho certeza que quando chegar ao final do nosso mandato, nosso país será mais democrático. O povo estará vivendo melhor, comendo melhor, estudando melhor e vivendo muito mais dignamente nesse país como cidadãos de 1ª classe. A gente precisa fazer com que as pessoas alcancem um degrau na conquista da escala social desse país”, afirmou Lula.





Source link

Leave a Comment