Reunião entre Haddad e líderes será depois do Carnaval, diz Guimarães


Líder do Governo na Câmara nega que o adiamento tenha relação com o discurso duro de Lira e cita esvaziamento do Congresso

O líder do Governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), disse nesta 3ª feira (6.fev.2024) que a reunião entre o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e líderes da Casa Baixa ficará para depois do Carnaval. O encontro estava marcado para a tarde desta 3ª feira (6.fev), mas foi desmarcado.

“Nós faremos [a reunião] após o Carnaval, em função de que os líderes, a maioria já está viajando. Não tem nem votação na Câmara. Nós achamos por prudência fazer essa reunião após o Carnaval”, afirmou em entrevista a jornalistas no Ministério da Fazenda, em Brasília.

O congressista negou que a suspensão da reunião tivesse relação com o duro discurso do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), na abertura do Ano Legislativo, na 2ª feira (5.fev).

“A marcação da reunião e o discurso são coisas distintas. Não é porque ele fez o discurso que nós marcamos ou desmarcamos. Eu acho que o presidente Lira fez um pronunciamento amplo sobre as relações com o governo. Não achei nada de mais”, disse Guimarães.

O deputado afirmou que fará a “concertação necessária” para que haja a votação da MP (medida provisória) 1.202 de 2023, que trata da reoneração da folha de 17 setores da economia e também baixa outras normas para aumentar a cobrança de impostos. A medida foi publicada em 29 de dezembro de 2023 e vence em 1º de abril deste ano.

José Guimarães também disse o “melhor caminho” seria o envio de um PL (projeto de lei) sobre o tema. “Essa é a minha opinião pessoal, já dei para o governo e já dei para o ministro Haddad”, afirmou. Segundo o deputado, o titular da Fazenda avalia a possibilidade.

Assista (2min50s):





Source link

Leave a Comment