Tailândia anuncia que proibirá uso recreativo da maconha


“A nova lei vai alterar a atual para permitir o uso de cannabis apenas com fins de saúde e medicinais”, disse o ministro

O governo da Tailândia pretende aprovar com caráter de urgência uma lei para proibir o uso recreativo da maconha, quase dois anos depois de descriminalizar o uso da substância, informou o ministro da Saúde.

O governo anterior, que contava em sua coligação com um partido pró-legalização, retirou em junho de 2022 a maconha da lista de narcóticos proibidos.

Desde então, centenas de negócios de venda de cannabis proliferaram de forma descontrolada no país, em particular em Bangcoc, onde é possível comprar maconha com vendedores ambulantes.

O fenômeno gerou críticas de alguns setores, que desejam uma legislação mais rigorosa.

O ministro Chonlanan Srikaew afirmou que a nova lei para proibir o uso recreativo de maconha será apresentada na próxima semana.

“A nova lei vai alterar a atual para permitir o uso de cannabis apenas com fins de saúde e medicinais”, disse o ministro.

“O uso recreativo será considerado incorreto”, acrescentou.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O primeiro-ministro Srettha Thavisin, que assumiu o cargo em agosto, declarou diversas vezes que é contrário ao uso recreativo do narcótico.

O debate ressurgiu no fim de semana passado, depois que espectadores de um show em Bangkok da banda britânica Coldplay reclamaram nas redes sociais que “todo o show tinha cheiro de maconha”.

© Agence France-Presse


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Source link

Leave a Comment