7 apps de relacionamento para LGBTI+


Aplicativos de relacionamento para o público LGBTI+ são ótimas alternativas a plataformas menos segmentadas, pois permitem conhecer pessoas legais em um ambiente mais seguro, longe de discriminação e com recursos personalizados para “quebrar o gelo” e paquerar quem você estiver de olho.

7 aplicativos de namoro para LGBTI+

Veja a seguir cinco sugestões de apps de paquera LGBTI+ para procurar sua cara-metade, dar alguns flertes ou somente fazer novas amizades mesmo. As opções são gratuitas e estão disponíveis tanto para Android quanto para iOS.

Continua após a publicidade

1. Grindr

Não seria possível abrir a lista sem mencionar o Grindr, pois se trata do aplicativo de relacionamento voltado para o público masculino gay, bissexual e trans mais famoso de sua categoria. Ele permite que pessoas combinem umas com as outras e usem filtros de geolocalização, além de contar com opções para favoritar perfis e bloquear alguém caso aconteça algum inconveniente.

Continua após a publicidade

2. Scruff

O Scruff é outro aplicativo de namoro LGBTI+ voltado para homens que buscam “causos” com outros homens, e oferece um ambiente para fazer amizades, combinar dates, participar de eventos, trocar fotos e vídeos — entre outras funções.

Além disso, o Scruff tem o diferencial de permitir bastante personalização no perfil, contando com uma uma série de informações para preencher e deixar a sua conta mais atrativa.

Continua após a publicidade

3. Hornet

Com o Hornet, você pode paquerar pessoas que tenham os mesmos interesses que os seus por meio de hashtags e filtrar usuário por idade, etnia e demais características. Outro diferencial desse app para relacionamento LGBTI+ é poder enviar um coração no estilo “Super Like” para o seu pretendente. Assim fica mais claro que você está a fim da pessoa.

Continua após a publicidade

4. Blued

Quem gosta do formato rede social vai se identificar com o Blued, pois esse aplicativo de namoro LGBTI+ voltado para homens conta com uma interface semelhante ao Instagram e Facebook — incluindo opções para curtir imagens, enviar comentários, compartilhar conteúdo na linha do tempo e seguir tópicos de interesse.

O Blued também possui um recurso de videochamada, o que é uma boa para se conhecerem melhor antes de marcar um date presencial.

Continua após a publicidade

5. Surge

O Surge é altamente inspirado no Tinder e permite deslizar para o lado direito da tela caso você se interesse por alguém. Se o affair também fizer a mesma ação, ambos dão “match” e uma janela é criada para dar início ao bate-papo.

Continua após a publicidade

Além disso, o app de relacionamento LGBTI+ (mais voltado para homens gays, bissexuais e pessoas queer) possui um recurso de enviar conteúdo temporário, ou seja, imagens e vídeos que se “autodestroem” após abertos — no mesmo estilo das DMs do Instagram.

6. Zoe

Continua após a publicidade

O Zoe tem um estilo parecido com o do Tinder e é voltado para o público LGBTI+ feminino, onde mulheres lésbicas, bissexuais e simpatizantes podem se conhecer.

Além disso, o chat do Zoe conta com um modo temporário, que permite enviar fotos e vídeos que só podem ser vistos uma vez. Se quiser, você também pode ativar um modo privado para usar a plataforma sem mostrar seu perfil.

Continua após a publicidade

7. HER

O HER não é apenas um app de paquera, mas também um espaço de comunidade para mulheres lésbicas e bissexuais se conectarem e fazerem novas amigas — quase uma rede social. Lá, você pode postar fotos, vídeos, interagir com outras pessoas, entrar em grupos e muito mais.

Continua após a publicidade

Se você gostou dessas opções e quer conhecer outras tão legais quanto, confira 10 apps de paquera alternativas ao Tinder. Vale sugerir com destaque o Taimi: um app de namoro para gays que conta com milhares de usuários.



Source link

Leave a Comment