Missão Aditya-L1 | Nave da Índia chega à órbita do Sol


A nave da missão Aditya-L1 da Índia entrou com sucesso na órbita do Sol, quatro meses após seu lançamento. Seu objetivo é estudar a corona, a camada mais externa da atmosfera solar, e sua influência no clima espacial.

Lançada em um foguete PSLV-XL na plataforma do Centro Espacial Satish Dhawan, a sonda percorreu cerca de 1,5 milhões de quilômetros para chegar ao Ponto Lagrange 1 — um lugar entre o Sol e a Terra que anula as forças gravitacionais de ambos os corpos.

Entre suas cargas úteis, a Aditya-L1 levou consigo um espectrômetro, um telescópio para imageamento na luz ultravioleta e um dispositivo para analisar as partículas do vento solar. Cada um desses instrumentos serão usados para diferentes estudos.

Continua após a publicidade

Um dos tipos de pesquisas a serem realizadas é a análise de campos magnéticos na região da corona. Os cientistas obterão dados valiosos para compreender as dinâmicas dos fenômenos que contribuem com o misterioso aquecimento da atmosfera de nossa estrela.

A temperatura da corona é um dos principais alvos das pesquisas sobre o Sol nas últimas décadas. Por algum motivo ainda não esclarecido, a atmosfera solar superior é muito mais quente do que o próprio núcleo da estrela, chegando a incríveis 2.000 ºC.

Continua após a publicidade

Por isso, as expectativas da sonda indiana são altas, ainda que já existam outras missões orbitando o Sol com objetivos semelhantes. O presidente da Organização Indiana de Pesquisa Espacial (ISRO) afirmou que a Aditya-L1 terá pelo menos cinco anos de vida útil.

O sucesso ao atingir a órbita solar segue outra conquista recente da Índia: o pouso no pólo sul da Lua com a missão Chandrayaan-3. Agora, a ISRO prepara outros projetos, como a missão espacial tripulada Ganganyaan, com lançamento estimado para 2025, e o lançamento de uma sonda para estudar Vênus.

Fonte: Aljazeera



Source link

Leave a Comment